Declaro meu amor

Eu não quero te perder, não quero te esquecer. Estava tentando, com todas as minhas forças, eu juro que tentei e não consegui. Sempre me chamaram de forte, sempre transpareci minha força  perante as ‘dores do mundo’, nada me abalava, nada me importava. Se tinha que sofrer, sofria o necessário e deixava pra lá, sempre deixei pra lá, sempre esqueci. Superei todas as barreiras, todos os obstáculos e tudo que todo apaixonado passa quando se sente só. Agora é diferente.

Fingi não lembrar, briguei com meu coração, mas acabamos fazendo as pazes já que  a razão é toda dele, não vai deixar de te amar, não vai te esquecer, não vai te deixar. Pela primeira vez acreditei nos meus sonhos, pela primeira vez criei coragem de enfrentar o mundo, de encarar a realidade mas os antigos medos me fizeram te perder e acredite, além de te perder, perdi a mim mesma.

Substituí o vazio do meu peito por.. por nada, simplesmente não consegui. O que era tão fácil antes tornou-se impossível. E eu posso sim te excluir da minha vida, contudo, não posso te apagar da memória. Que venham outras pessoas, outras paixões,  outros sentimentos, não tão puros e sinceros quanto o que sinto por ti, pois que venham! Logo vão embora, desaparecer na poeira da vida, aquela que vai ficando pra trás e que em pouco tempo é esquecida.

Te desejo todas as noites, não quero tudo igual, quero melhor! Quero teus beijos espalhados no meu rosto e teu abraço apertado que só tu sabe dar. Quero teus sorrisos, nossas fotos, nossos lanches, nossos passeios e finais de tarde maravilhosos.

Declaro ao mundo o amor colossal que sinto por ti, a vontade de sentir nossos corpos entrelaçados, de sussurrar em meio a madrugada que és a pessoa com quem quero criar uma nova vida, a vida que me fará feliz.

Me tens em tuas mãos, por completa, como sempre. Não são só palavras, é realidade. Se não sentir segurança, diga-me e te darei o que for necessário para que a sinta porque tudo que tenho te darei, toda essência do meu ser. Preciso da tua companhia, quero ser quem sou ao teu lado, não quem um dia fui.

Nos dê mais uma chance, não vou desperdiçar.

Anúncios

Cadeado

Não sinto ciúmes, não sinto saudade, não sinto desejo, não sinto angústia, não sinto nada.

Dei as costas para o amor que um dia me fizestes sentir, lacrei meu coração para que ninguém mais o visse, fechei as portas.
Caminhava tranquila pelo centro de Porto Alegre, sozinha com meus pensamentos, mergulhada nos meus sonhos, então te vi.
Uma Tsunami de sentimentos que me atordoam.. tudo de volta, mas eu havia esquecido!
Jurei nunca mais te ver, jurei não lembrar de tudo que vivemos, até descobrir que juras de nada valem quando certa pessoa ainda está viva dentro de ti.
Não chegastes a me ver, com os olhos focados em teus cabelos e no teu andar, rezei para que não olhasse para o lado. Não tinha medo que me visse e sim que fingisse não ver. Não poderia suportar o desprezo do teu olhar.
Talvez tenhas sentido meus olhos em ti, o sorriso confuso, não sei ainda se de tristeza ou felicidade. Virou-se, e aquela banca de revistas foi meu esconderijo.
Corri para longe, à procura de um lugar seguro, longe de ti e toda vontade que tive de te abraçar.
Infelizmente, não pude correr de mim mesma e agora procuro outro cadeado para meu coração, maior e mais forte.